19 julho 2016

[LIVRO] O VOO DA BAILARINA - MICHAELA DE PRINCE

Por Mari Bordone

Tudo bem com todo mundo por ae ? Espero que sim hein! Hoje além de trazer a dança de uma bailarina incrivel, juntamente uma historia de superação. 
Já ouviu falar da Bailarina Michaela DePrince ? 


Livro: O voo da bailarina
Autor: Michaela DePrince Com Elaine DePrince
Editora : Best Seller 
Número de páginas: 272
Onde Comprar : Saraiva  Livraria Cultura

Nascida na Serra Leoa devastada pela guerra, os primeiros anos de vida de Michaela DePrince não foram fáceis. Após perder os pais de maneira brutal, a jovem foi abandonada pelo tio em um orfanato, onde ficou conhecida como a “número 27” e foi cruelmente apelidada de “criança demônio”, devido a uma condição de pele que faz com seu corpo pareça manchado. A estadia no orfanato, no entanto, lhe forneceu uma bênção: foi lá que Michaela encontrou a capa de revista que determinaria seu futuro, estampada com uma linda bailarina na ponta dos pés. Adotada por uma família norte-americana que encorajou seu amor pelo balé matriculando-a em escolas de dança, Michaela DePrince daria início à emocionante trajetória rumo aos maiores patamares do balé mundial

Michaela DePrince nasceu em Serra Leoa na África Ocidental, bem no período da guerra civil onde acabou perdendo o pai, baleado e morto pelos rebeldes, pouco tempo depois perdendo sua Mãe também. Sem ninguém de sua família, nossa grande bailarina foi enviada juntamente com a irmã para um orfanato, onde lá crianças não eram chamadas pelos nomes e sim por números.  
Por sofrer de vitiligo, Michaela era conhecida por "número 27" ou também como " Filha do diabo" por ter manchas de sua doença. No próprio orfanato acaba conhecendo Mia, que seria sua amiga inseparável 
Mesmo com uma vida tão difícil, ela acaba encontrando uma revista que na capa tinha uma bailarina nas pontas e com um lindo tutu rosa. Sempre comenta em suas entrevistas que aquele momento foi mágico, onde ela se sentiu totalmente encantada pela beleza e logo a inspirou a ser bailarina.  
Depois de viver tempos presenciando tragédias no orfanado, foi adotada por um casal, Eliane e Charles DePrince. Logo sua mãe adotiva percebeu sua paixão pelo Ballet Clássico e logo a matriculou nas aulas, mas ouve muito preconceito pelos professores e pais não somente pela sua doença ou cor, mas também pelo porte físico. Sua mãe não deixou nunca que nada disso a deixasse para baixo e a fizesse desistir.  
Michaela DePrince - Variation Esmeralda 

 First Position

Pas de Deux - Michaela DePrince e Aaron Smyth

Em 2011 participou do documentário "First Position" contando sobre a vida de seis bailarinos para a preparação de uma das maiores competições, o Young America Grand Prix.  
Hoje Michaela se encontra na Dutch National Ballet, uma das melhores companhias de Ballet do mundo.  
O livro nos faz refletir sobre a sociedade, o preconceito e o racismo, mas também como amor incondicional e a determinação foram importantes para a busca de um sonho. 
Você vai perder a oportunidade de conhecer essa obra linda com uma historia maravilhosa de superação ? GEEEENTE !!! Mais que apaixonada 
 Espero que gostem do post de hoje e não deixem de ler gente, vale muito a pena. Beijos e até! 


Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

© Mari Atmosfera – Desenvolvimento com por